Academia Petropolitana de Letras
Menu Dropdown - Linha de Código

 

Revista
Ano 8 - nº 11 - Agosto de 1962 (08/1962)

Ano 8 - nº 11 - Agosto de 1962
Diretor: Orlando Carlos da Silva.

Conteúdo: “O Contingente e o Eterno em Ruy Barbosa”(artigo de Murilo Cabral Silva); “A Infância de Antônio Cardoso Fontes”(artigo de Murillo Cardoso Fontes); “Oração do Triste”(poema de Hélio Chaves); Raymundo Corrêa em Petrópolis”(artigo de José Kopke Fróes); “Uma Posse na Academia” (artigo de Jorge Ferreira Machado); “Cristovam Breyner”, “Os Vitrais da Catedral”, “Uma Página de Psicologia” e “Concurso de Trovas”, “1o Festival Brasileiro de Literatura” e “A Triva nba Palestra de Luiz Otávio” (matérias da redação); “Uma Nova Era raiou para a Educação Nacional” (artigo de Carlos Alberto Werneck); “Latinidade”(artigo de Lupério Santos); “O Conhecimento da Região Petropolitana”(artigo de Lourenço Luiz Lacombe); “O Casarão” (conto de Mário Luiz Peixoto de Castro); “Uma Filosofia da Vida” (artigo de J. J. Serpa de Carvalho); “Ultimo Desejo”(poema de Waldirio G. Silva); “Petrópolis”(poema de Luiz Otávio); “A Lenda dos Upichanas” (conto de Orlando Carlos da Silva); “Sinos da Tarde”( artigo de Antônio Virgínio de Moraes); “Petrópolis”(poema de Mariná de Moraes Sarmento) e “Palavra, uma Oclusão da Glote”(artigo de Paulo Iracélio Pessoa). Observação: Na capa da publicação encontra-se nº 2, referindo-se ao 2o número do ano de 1962. A Revista obedece à seqüência anterior e é nº 11.


Academia Petropolitana de Letras

© 2014 - Academia Petropolitana de Letras
Todos os direitos reservados