Academia Petropolitana de Letras
Menu Dropdown - Linha de Código

 

Memória Acadêmica
EUGÊNIO LOPES BARCELLOS

Natural de Valença, no Estado do Rio de Janeiro, nasceu a 23 de agosto de 1892, filho de João Francisco Barcellos e Elvira Lopes Barcellos, foi um dos grandes cidadãos petropolitanos do seu tempo. Advogado formado em 1914, dedicou-se à profissão, tornando-se respeitado e procurado causídico, advogando sempre em Petrópolis, onde firmou residência e constituiu bela família. De tudo em cultura e atividades políticas e sociais fez um pouco, além de desportista, ótimo jogador de futebol e um dos fundadores do Petropolitano Futebol Clube. Apaixonado pela imprensa, fundou em Petrópolis "O Século", vibrante jornal que sacudiu a cidade, surgido a 1o de janeiro de 1920. Anteriormente, trabalhara no jornal "O País", editado no Distrito Federal. Na política, foi destacado vereador e na condição de presidente da Casa Legislativa, viu-se obrigado a assumir a prefeitura em diversas oportunidades: 08/08/1919 a 30/09/1919; 06/03/1920 a 21/03/1920; 02/02/1921 a 09/03/1921 e, finalmente o seu período mais longo como Prefeito Municipal de 07/06/1922 a 23/09/1922. Eugênio Lopes Barcellos foi prefeito por 112 dias no somatório dos mandatos alternados que cumpriu. Excelente orador e possuidor de invejável cultura, participou da sessão de fundação e instalação da Associação Petropolitana de Ciências e Letras, a 3 de agosto de 1922, a hoje Academia Petropolitana de Letras. Foi, na ocasião, eleito para presidente da Diretoria Provisória e, a 23 do mesmo mês e ano, presidente da 1a Diretoria Estatuária, cargo que passou a 19 de outubro seguinte. No decorrer da fundação, instalação e 1a presidência da Associação exercia o cargo de Prefeito Municipal. Afastou-se da entidade, a ela retornando a partir de 11 de dezembro de 1944, eleito para a cadeira 23, patrono Augusto Meschick. Quando da inauguração do Monumento ao Expedicionário Petropolitano, no dia 16 de março de 1947, foi orador oficial da solenidade, a convite da Comissão Organizadora e promotora da homenagem. Faleceu a 3 de março de 1961, aos 69 anos de idade.


Academia Petropolitana de Letras

© 2014 - Academia Petropolitana de Letras
Todos os direitos reservados